Como criar um plano de negócio

Aprenda o que é o plano de negócio, o que é importante e todos os requisitos necessários para que você mesmo criar um em sua empresa

Muitos novos empreendedores acabam passando por muitas dificuldades, nos primeiros meses de abertura do negócio, por não planejar corretamente. Além de ter idéias, encontrar um ponto comercial e conhecer os custos, planejar o futuro da empresa é essencial. Para evitar riscos futuros, a elaboração do plano de negócio é indispensável.

O plano de negócio é o instrumento ideal para traçar um retrato do mercado, do produto e das atitudes do empreendedor. É por meio dele que você terá informações detalhadas sobre o seu ramo, os produtos e serviços, clientes, concorrentes, fornecedores e, principalmente, pontos fortes e fracos do negócio, contribuindo para a identificação da viabilidade de sua ideia e na gestão da empresa.

imagem18-03-2019-16-03-52

Por que o plano de negócio é importante para a minha empresa?

O plano de negócios é importante, tanto para quem está abrindo um negócio, como para quem está a expandir o empreendimento. Vale ressaltar que este projeto não elimina os riscos, mas evita que os erros sejam cometidos pela falta de análise, a diminuição das incertezas do negócio.

  • Organize as idéias ao iniciar um novo empreendimento.
  • Orienta a expansão de empresas já em atividade.
  • Apoia a administração do negócio, seja em seus números, seja em estratégias.
  • Facilita a comunicação entre parceiros, colaboradores, clientes, investidores, fornecedores e parceiros.
  • Capta recursos, quer sejam financeiros, humanos ou associações.

imagem18-03-2019-16-03-55

imagem18-03-2019-16-03-57

Como fazer o plano de negócio? Segue abaixo material oportuno criado pelo Sebrae.

1. Iniciando o plano de negócio

Neste vídeo, você vai ver como descrever os aspectos de sua empresa e os diferenciais competitivos de ela, despertando o interesse de quem lê.

2. Análise de mercado

É fundamental conhecer seus clientes, concorrentes e fornecedores para traçar metas sólidas e eficazes.

Definir seu público-alvo e como chegar a ele da melhor maneira possível, você economiza recursos, dando um tiro certeiro em seu objetivo.

3. A qualidade e o custo-benefício

Depois de traçar o perfil do público-alvo, é importante pensar sobre o posicionamento de seu produto. Como será visto pelo mercado? É um produto de boa qualidade e com um excelente custo-benefício? De qualidade e com um preço acima da média?

É importante saber o valor que o produto é carregado, tanto em preço como em qualidade, para a tomada de decisões específicas quando se difundi-lo. Saber o que está vendendo ajuda a convencer outras pessoas a comprá-lo.

4. Operacional e financeiro

Concluídas as etapas de amadurecimento da ideia do negócio, é hora de saber a melhor maneira de executá-las: entra em cena a elaboração dos planos operacional e financeiro.

O empresário também faz estimativas sobre a capacidade produtiva, ou quantos clientes podem atender por mês, além de traçar quantos serão os empregados e as tarefas de cada um.

Financeiro

No plano financeiro, o empresário terá uma ideia de quanto deve investir para atingir a empresa. O documento deve conter, basicamente, as estimativas de custos iniciais, as receitas e despesas, capital de giro e fluxo de caixa e de lucros.

Dicas para fazer um bom plano financeiro e operacional:

  • Apresentar cada elemento, com detalhes, passo por passo, para oferecer um panorama inicial da operação do negócio, com o objetivo de evitar desperdícios e otimizar as rotinas.
  • As despesas pré-operacionais devem ser projetados, identificando o que é necessário adquirir para que a empresa seja aberta, como o aluguel, a reforma do espaço e das taxas de registo.
  • A lista de equipamentos (ferramentas e veículos, itens de que a empresa necessita para funcionar) entra no grupo de investimentos fixos.
  • Nesse momento, deve ser observada a necessidade imediata de cada item, ou mesmo se alguns deles podem ser alugados ou de terceiros.

5. Avaliação do plano de negócio

Pronto, seu plano de negócio está completo! Mas o serviço não acaba por aí. Agora, é hora de avaliar cada detalhe e colocar o plano em prática.

 

Mais informações

  • Para quem está pensando em abrir seu próprio negócio um dia mas não sabe em que investir, separamos algumas empresas que já estão a venda. Estude e veja o seu perfil se encaixa melhor.
  • Para aprofundar mais em como abrir uma empresa e se tornar um craque no assunto, dê uma olhada em nosso site ou entre em contato com nosso setor de contabilidade.

 

Fonte: http://www.sebrae.com.br

[whatsapp]